Executivo
Presidência
Ministério Público
Ministério a Comunicação
Ministério da Cultura
Ministério da Educação
Ministério da Justiça
Ministério da Saúde
Ministério do Trabalho
Ministério do Transporte
Ministério do Turismo
Ministério do Exército
Ministério da Marinha
Ministério da Aeronâutica
Polícia Federal
Receita Federal
Legislativo
Senado
Câmara dos Senadores
Judiciário
Justiça Federal
Supremo Tribunal Federal
Supremo Tribunal de Justiça
Tribunal Superior do Trabalho
3° Poder
Maçonaria
Ordens Honoríficas
UNICEF
UNESCO

ONU
Simbolos e Bandeiras
Galeria de Fotos
Selo Elo Social
depoimentos
Apoios e Parocínios
Doações
Sugestões
Twitter
quinto
superinterdencia
convenios
comendas
cursos
trofeu
fale
comunidade
youtube
Executivo

Ministério Público
Ministério Público
Ministério Público
Ministério Público
Ministério Público
Ministério Público
Ministério da Justiça
Ministério da Saúde
Ministério Público
Ministério Público
Ministério do Turismo
Ministério do Exército
Ministério da Marinha
Ministério da Aeronâutica
Polícia Federal
Ministério Público
Ministério Público
Ministério Público
Ministério Público
Ministério da Justiça
Ministério da Saúde
Ministério Público
Ministério Público
Receita Federal
Receita Federal
Receita Federal Receita Federal Receita Federal

topo_projeto
Ato Deliberativo 016 -Carcerária do Elo Social

Objetivo

Tem como objetivo prestar apoio sócio-cultural, profissionalmente e vivencial para encarcerados e seus familiares, de forma inovadora e sem uso de verbas públicas para sua manutenção.

A Lei penal Vigente em nosso País, bem como toda jurisprudência reinante, é unânime no afirmar que a pena aplicada aos réus é uma forma de ressocializá-los e devolvê-los à sociedade e não  de castigá-los.

A perda da liberdade vem atrelada a perda do convívio familiar, prestigio, amigos, parentes, sonhos e perspectivas de futuro.

Este conjunto de perdas leva o encarcerado a uma inevitável e constante queda em sua auto-estima.

Não que o encarcerado não tenha feito por merecer; já que quando optou pela vida do crime, automaticamente renunciou a todos estes privilégios que a vida proporciona aos cidadãos livres.

Mas alguma coisa a iniciativa privada tinha que fazer para melhorar a qualidade destes encarcerados, que mais cedo ou mais tarde serão devolvidos ao convívio da sociedade e a continuar os índices de reincidência crescendo como estão só mesmo vem aumentar a insegurança de toda a população.

Embora o Governo como um todo, veja a problemática da criminalidade como atribuição do Ministério da Justiça, e este já criaram e mantêm a Comissão de Segurança Publica e Combate ao Crime Organizado, a – CESB - Confederação do Elo Social Brasil, entende que combater o criminoso realmente e função do Ministério da Justiça, mas combater a criminalidade, sua incidência ou reincidência é também uma responsabilidade de todo cidadão brasileiro.

Se fecharmos os nossos olhos e não dermos a nossa parcela de colaboração, em breve estaremos diante de uma guerra civil, aonde os dois lados vão se organizando e se armando para se enfrentarem, e com isto o Brasil só tem a perder em todos os sentidos principalmente no desperdício de nosso potencial turístico.

Não é segredo para ninguém, que a insegurança fez surgir uma verdadeira indústria de seguranças privadas em nosso País, não sendo segredo também que esta indústria da segurança é comandada pela alta cúpula dos membros da policia civil e militar de nosso País.

E ai questiona-se, como podem os homens responsáveis por dar segurança à população viverem empresarialmente da insegurança?

A quem interessa ressocializar os encarcerados ? ... A quem interessa socializar os jovens ? .... A quem interessa recuperar os menores delinqüentes ?...Pois bem, interessa à nós cidadãos de bem.

Então vamos nos organizar para fazê-lo.

Através do programa Social Carcerária, disponibilizamos através do site www.socialcarceraria.org.br material informativo e modelos padrão de pedidos de benefícios, representações contra autoridades, orientações jurídicas para os familiares dos encarcerados evitando assim gastos desnecessários com a contratação de profissionais da área do direito para providências tecnicamente impossíveis.

Da mesma forma que disponibilizamos aos familiares de encarcerados através do site, disponibilizamos aos encarcerados através de correspondências, cursos de Monitor da Social Carcerária, através do qual os preparamos tecnicamente para fazerem as próprias defesas, e também para interagirem com seus familiares através do referido site.

Saiba mais a respeito do programa acessando o link abaixo e visitando o projeto na integra.

 
     
Movimento Passando o Brasil a Limpo Ouvidoria