Executivo
Presidência
Ministério Público
Ministério a Comunicação
Ministério da Cultura
Ministério da Educação
Ministério da Justiça
Ministério da Saúde
Ministério do Trabalho
Ministério do Transporte
Ministério do Turismo
Ministério do Exército
Ministério da Marinha
Ministério da Aeronâutica
Polícia Federal
Receita Federal
Legislativo
Senado
Câmara dos Senadores
Judiciário
Justiça Federal
Supremo Tribunal Federal
Supremo Tribunal de Justiça
Tribunal Superior do Trabalho
3° Poder
Maçonaria
Ordens Honoríficas
UNICEF
UNESCO

ONU
Simbolos e Bandeiras
Galeria de Fotos
Selo Elo Social
depoimentos
Apoios e Parocínios
Doações
Sugestões
Twitter
poder
super
convenio
comendas
cursos
trofeu
fale
comu
you
Executivo

Ministério Público
Ministério Público
Ministério Público
Ministério Público
Ministério Público
Ministério Público
Ministério da Justiça
Ministério da Saúde
Ministério Público
Ministério Público
Ministério do Turismo
Ministério do Exército
Ministério da Marinha
Ministério da Aeronâutica
Polícia Federal
Ministério Público
Ministério Público
Ministério Público
Ministério Público
Ministério da Justiça
Ministério da Saúde
Ministério Público
Ministério Público
Receita Federal
Receita Federal
Receita Federal Receita Federal Receita Federal

 
Empreendedorismo
 
 

A administração e o empreendedorismo são características comuns da sociedade humana, e tem uma grande importância no contexto histórico e social. De onde vem essa importância? Senhores Feudais e Reis do passado e Presidentes de hoje, foram e são administradores que tomam decisões que influenciam o cotidiano da humanidade e, às vezes, mudam o rumo da história.

Napoleão, com a Revolução Francesa, e o iluminismo, mudou as concepções da época e inclusive, alterou a história do Brasil, fazendo que a família Real viesse para o Brasil mudando a história do nosso início de nação. Pessoas que inovam, seja no pensamento ou em inventos são empreendedores, Karl Marx, com suas idéias sobre o socialismo, inventores que pensaram e criaram tecnologias como à energia elétrica, televisão e o computador que hoje são imprescindíveis pra sociedade. No entanto, qual é o significado de ser um administrador e um empreendedor? A palavra administração vem do latim ad (direção, tendência para) e minister (subordinação ou obediência) e conceitualmente pode significar: é o ato de trabalhar com e através de pessoas para planejar, organizar, dirigir e controlar o uso de recursos, para realizar objetivos tanto da organização quanto de seus membros.

Todos nós, bem ou mal, somos administradores, pois recebemos nossos salários, temos nossas contas a pagar, objetivos a alcançar, e para isso temos que ter, no mínimo, conceitos básicos de administração, como o controle de recursos, gastar menos do que se ganha, por exemplo, conceito básico que embora nem todos pratiquem, acredita-se que todos entendam. Não obstante, não podemos confundir o fato de todos nós termos que administrar as nossas próprias vidas com o profissional da Administração, que sabe analisar e resolver situações problemáticas variadas e complexas, pois aprendeu a pensar, a avaliar e a ponderar em termos abstratos, estratégicos, conceituais e teóricos.

Empreender vem do latim imprendere. Existem inúmeros conceitos de empreendedorismo, um deles de autoria do consultor José Carlos Teixeira, publicado na Revista do Banco do Nordeste - Notícias, de 19/05/2000: “Empreendedorismo é ousar, transformar, descobrir novas vidas em cima de produtos que já existem. É sonhar para frente, dar função e vida a produtos antigos. Enfim, empreendedorismo é provocar o futuro, reunir experiências e ousadias, ir além do tradicional”. Muitos outros conceitos associam a idéia de empreendedorismo com inovação, criar coisas novas, o que não deixa de ser verdade, entretanto não se restringe apenas a isso. Uma pessoa que monta seu próprio negócio e que dê certo, por mais que não inove, não deixa de ser um empreendedor.

Muitas pessoas hoje têm vontade de montar o seu próprio negócio, seja pela necessidade ou por ver uma nova oportunidade que acredite que dê certo, no entanto a concorrência é grande, o mercado é difícil, e para progredir no negócio, o indivíduo de alguma forma tem que se destacar, tem que ser um bom empreendedor. Não obstante, o que caracteriza um bom empreendedor? O empreendedor de sucesso é aquele que não se cansa de observar, procurando novas oportunidades, seja no caminho de casa, no ônibus, nas conversas com os amigos, nos contatos familiares, nas compras, lendo jornais ou revistas, vendo televisão, e que acima de tudo é ousado, arrisca e sabe arriscar, fazendo de um modo calculado para não “botar tudo a perder”, que acredita nas suas convicções e trabalha arduamente para que elas dêem certas, é o ponto central que determinará ou não o sucesso do empreendimento.

A Administração e o empreendedorismo têm um papel de destaque na sociedade, grandes organizações têm como comandantes administradores, empreendedores montam micro e pequenas empresas e que absorvem uma grande mão de obra, gerando renda e emprego, tudo isso influi diretamente no nosso cotidiano. A Administração e o empreendedorismo não podem ser tratados como temas distintos, pois um complementa o outro e ambos, tanto os administradores quanto os empreendedores são “tomadores” de decisões. Um Administrador formado sem características de um empreendedor, provavelmente não será um profissional de sucesso, da mesma forma, um empreendedor que monta o próprio negocio e que não usa dos conceitos básicos de administração, provavelmente não obterá sucesso em seu empreendimento.

O ideal é unir as características de um bom profissional da Administração juntamente com as de um bom empreendedor, formando assim uma mistura que formará um profissional de sucesso.

Fonte de pesquisa: Sebrae

 

Formulário de Inscrição
coluna Nome   coluna
E-mail  
 
Município Estado
Telefone  
 
Observação  
 

Regulamento:


De acordo com o Regimento Interno da CESB – Confederação do Elo Social Brasil devidamente normatizado através de termo próprio no programa de Socialização e Profissionalização a confirmação de datas para realização dos cursos estão sujeitas ao numero mínimo de participantes no local pretendido.

 
   
Movimento Passando o Brasil a Limpo Ouvidoria