Executivo
Presidência
Ministério Público
Ministério a Comunicação
Ministério da Cultura
Ministério da Educação
Ministério da Justiça
Ministério da Saúde
Ministério do Trabalho
Ministério do Transporte
Ministério do Turismo
Ministério do Exército
Ministério da Marinha
Ministério da Aeronâutica
Polícia Federal
Receita Federal
Legislativo
Senado
Câmara dos Senadores
Judiciário
Justiça Federal
Supremo Tribunal Federal
Supremo Tribunal de Justiça
Tribunal Superior do Trabalho
3° Poder
Maçonaria
Ordens Honoríficas
UNICEF
UNESCO

ONU
Simbolos e Bandeiras
Galeria de Fotos
Selo Elo Social
depoimentos
Apoios e Parocínios
Doações
Sugestões
Twitter
poder
super
convenio
comendas
cursos
trofeu
fale
comu
you
Executivo

Ministério Público
Ministério Público
Ministério Público
Ministério Público
Ministério Público
Ministério Público
Ministério da Justiça
Ministério da Saúde
Ministério Público
Ministério Público
Ministério do Turismo
Ministério do Exército
Ministério da Marinha
Ministério da Aeronâutica
Polícia Federal
Ministério Público
Ministério Público
Ministério Público
Ministério Público
Ministério da Justiça
Ministério da Saúde
Ministério Público
Ministério Público
Receita Federal
Receita Federal
Receita Federal Receita Federal Receita Federal

 
Técnicas de Liderança
 
 

Origem e Conceito de Liderança - Em uma das abordagens clássicas da administração, a das Relações Humanas, foi realizada a Experiência de Hawthorne buscando investigar a influência das condições físicas de trabalho na produtividade e eficiência dos trabalhadores. Porém foi notado que a maior influência no grupo era de líderes que lutavam pelos objetivos do grupo, auxiliando e motivando os funcionários e os demais componentes do grupo a realizarem melhor suas tarefas.

Percebendo-se assim a importância dessa liderança no comportamento das pessoas nas organizações modernas, nos perguntamos, o que é liderança? De acordo com o livro Liderança, de John Garner, liderança é o processo de persuasão, ou de exemplo, através do qual um indivíduo (ou equipes de liderança) induz um grupo a dedicar-se a objetivos defendidos pelo líder, ou partilhados pelo líder e seus seguidores. Já Chiavenatto, define liderança como a influência interpessoal exercida numa situação e dirigida através do processo da comunicação humana à consecução de um ou de diversos objetivos específicos.

Em qualquer tipo de grupo estabelecido dentro ou fora de uma organização, cada indivíduo desempenha um papel próprio sendo que, um deles é o de líder, cujas funções são essenciais para que os objetivos do grupo sejam atingidos. Nessa relação, o líder forma e é formado, ele integra o sistema, portanto, também está sujeito às forças que afetam o sistema e ao mesmo tempo está constantemente influenciando os demais componentes desse grupo.

De acordo com Hersey e Blanchard, estudiosos do assunto, liderança é o processo de exercer influência sobre um indivíduo ou um grupo de indivíduos nos esforços para a realização de um objetivo em uma determinada situação. Lembrando que, influência é uma força psicológica, cujo objetivo é modificar o comportamento de uma pessoa de modo intencional, define Chiavenatto. Assim vemos que, a liderança é uma necessidade em todos os grupos e trata-se de uma relação entre um indivíduo e o grupo. Portanto, essa relação só vai existir quando o grupo vê nesse líder, um controlador de meios para satisfazer suas necessidades, e assim segue-o, para ter um meio de aumentar as chances de alcançar seus objetivos e satisfazer suas necessidades.

As Funções da Liderança - Foram realizadas várias pesquisas, que tinham por finalidade não só descobrir as ações necessárias para que grupos colocados em diferentes condições atinjam seus objetivos, mas também de que formas diferentes membros do grupo atuam nessas ações.

A liderança é a realização de atos que auxiliam o grupo a atingir seus resultados preferidos. Esses atos serão denominados de funções de grupo. A liderança serve para encaminhar os objetivos do grupo, serve para melhorar, organizar as intenções entre os membros, fazendo com que haja dessa forma uma coesão entre idéias e pensamentos. Ela pode ser exercida por um ou vários membros do grupo.

Há uma concepção comum entre alguns autores do assunto, na qual “grupos divergindo entre si de várias maneiras, e as ações exigidas para a realização de estados valorizados por um grupo podem ser muito diferentes das exigidas por outro”.

Dessa forma, vão influenciar muitos os aspectos situacionais como os objetivos de cada grupo, sua estrutura, as atividades dos participantes etc., esses aspectos auxiliam a estabelecer as funções do grupo.
A maioria das idéias sobre liderança, afirma e comprova que um líder influencia no grupo de maneira muito mais forte do que um membro médio. Porém há uma divergência quanto aos tipos específicos de influência que são peculiares ao líder.

Cattell apresenta uma concepção que pode ser a mais ampla ao dizer que “qualquer membro de um grupo exerce liderança na medida em que as propriedades do grupo são modificadas por sua presença no grupo”, dessa forma, de acordo com esta concepção, todas as funções do grupo, são funções de liderança.Essa concepção apresenta nítidas vantagens teóricas, pois fala que a liderança e a realização de um grupo estão relacionadas entre si. Para poder ter um a boa liderança, o líder precisa, em primeiro lugar, verificar os estados valorizados pelo grupo em determinado momento, depois descobrir as funções adequadas para a realização de tais estados, e finalmente verificar quais as ações dos membros do grupo que contribuem para as funções. Dessa forma, os atos de liderança contribuirão para a realização do grupo.

A liderança é uma qualidade que a pessoa pode apresentar em diferentes graus, e não como algo que tem ou deixa de ter. Dessa forma, qualquer membro do grupo pode apresentar um certo grau de liderança. Após essa definição de liderança, seria muito difícil falar de um líder de um grupo.

Por outro lado, alguns teóricos preferem ficar com a definição básica de liderança e limitar-se apenas em dizer que liderar é planejar, tomar decisões e coordenar . Krech e Crutchfield enumeram 14 funções que um líder pode realizar, dizendo que líder é a pessoa que trabalha como executante, planejador, orientador, especialista, representante do grupo, controlador de tensões internas, apresentador de prêmios e punições, arbitro, modelo, símbolo, substituto ideológico, figura paterna ou bode expiatório.

Outro pensador, Rede, por conceitos psicanalistas, diz que o papel do líder se baseia na formação, manutenção e perturbação do grupo.

Porém, não é possível desenvolver uma designação inteiramente satisfatória das funções do grupo, ou seja, da liderança.

O conceito de função da liderança, contém duas idéias importantes: a primeira é ao dizermos que qualquer membro de um grupo pode ser um líder; e a segunda, é que uma determinada função pode ser realizada por diferentes comportamentos.

Na maioria das organizações, as funções distintas são divididas em postos, afinal seria muito difícil uma pessoa ser efetivamente responsável por todas. Cada pessoa designada ao seu posto receberá pressões que limitam o que deve fazer e como fazê-lo.

A natureza do comportamento de liderança escolhido para a execução de funções do grupo, será influenciada por fatores internos e externos ao grupo.

Traços de Liderança - Essa abordagem de traços , é a mais antiga de liderança e parece lógica para o estudo da liderança: ela focaliza os líderes individualmente e tenta determinar as características (traços) pessoais partilhadas pelos grandes líderes.

Essa abordagem diz que liderança está na personalidade do indivíduo, e que eles não podem ser formados, já nascem líderes.

Após anos de estudos sobre os traços de liderança, estudiosos da administração chegaram à conclusão que não é necessário um conjunto particular de características para uma pessoa ser um líder de sucesso, mas nos anos 70, surge uma visão de que certas características são muito úteis para serem um bom líder. Essas características são:

  1. Empenho – nível de esforço
  2. Motivação de liderança – vontade de liderar
  3. Integridade – correspondência entre ações e palavras
  4. Autoconfiança – acreditar naquilo que faz
  5. Conhecimento do negócio – alto nível de conhecimento sobre seus setores.

Finalmente há uma característica que pode ser mais importante, que é a capacidade de perceber as necessidades e metas dos outros e de ajudar a própria abordagem de liderança de acordo com elas.

 

Formulário de Inscrição
coluna Nome   coluna
E-mail  
 
Município Estado
Telefone  
 
Observação  
 

Regulamento:


De acordo com o Regimento Interno da CESB – Confederação do Elo Social Brasil devidamente normatizado através de termo próprio no programa de Socialização e Profissionalização a confirmação de datas para realização dos cursos estão sujeitas ao numero mínimo de participantes no local pretendido.

 
   
Movimento Passando o Brasil a Limpo Ouvidoria