Executivo
Presidência
Ministério Público
Ministério a Comunicação
Ministério da Cultura
Ministério da Educação
Ministério da Justiça
Ministério da Saúde
Ministério do Trabalho
Ministério do Transporte
Ministério do Turismo
Ministério do Exército
Ministério da Marinha
Ministério da Aeronâutica
Polícia Federal
Receita Federal
Legislativo
Senado
Câmara dos Senadores
Judiciário
Justiça Federal
Supremo Tribunal Federal
Supremo Tribunal de Justiça
Tribunal Superior do Trabalho
3° Poder
Maçonaria
Ordens Honoríficas
UNICEF
UNESCO

ONU
Simbolos e Bandeiras
Galeria de Fotos
Selo Elo Social
depoimentos
Apoios e Parocínios
Doações
Sugestões
Twitter
quinto
superinterdencia
convenios
comendas
cursos
trofeu
fale
comunidade
youtube
Executivo

Ministério Público
Ministério Público
Ministério Público
Ministério Público
Ministério Público
Ministério Público
Ministério da Justiça
Ministério da Saúde
Ministério Público
Ministério Público
Ministério do Turismo
Ministério do Exército
Ministério da Marinha
Ministério da Aeronâutica
Polícia Federal
Ministério Público
Ministério Público
Ministério Público
Ministério Público
Ministério da Justiça
Ministério da Saúde
Ministério Público
Ministério Público
Receita Federal
Receita Federal
Receita Federal Receita Federal Receita Federal

Comissão de Defesa do Meio Ambiente

Objetivo

A questão ambiental vem sendo considerada como ponto vital de solução cada vez mais urgente e importante para o meio ambiente e à sociedade, pois o futuro da humanidade depende da relação estabelecida entre a natureza e o uso pelo homem dos recursos naturais disponíveis.

Essa consciência vem crescendo perante nossos governantes, e, sendo assim muitas iniciativas estão sendo cogitadas em torno desta questão e por este motivo vemos a necessidade de incluir a temática de preservação do meio ambiente nos objetivos da CESB - Confederação do Elo Social Brasil.

A perspectiva da questão ambiental consiste num modo de ver o mundo, em que se evidenciam as inter relações e a interdependência dos diversos elementos na constituição e manutenção da vida.

Em termos de cidadania, essa perspectiva contribui para evidenciar a necessidade de um trabalho vinculado aos princípios da dignidade do ser humano, da participação, da co-responsabilidade, da solidariedade e da eqüidade.

Nas últimas décadas, um modelo de civilização se impôs, trazendo a industrialização com sua forma de produção e organização do trabalho, além da mecanização da agricultura, que inclui o uso intenso e indiscriminado de agrotóxicos, e a urbanização cada vez crescente, num processo de concentração populacional nas cidades, nem sempre de forma ordenada.

A tecnologia empregada evoluiu rapidamente, com conseqüências indesejáveis que se agravam com igual rapidez. A exploração dos recursos naturais passou a ser feita de forma demasiadamente intensa. Recursos não-renováveis, como o petróleo, ameaçam escassear.

De onde se retirava uma árvore, agora se retiram centenas. Onde moravam algumas famílias, consumindo alguma água e produzindo poucos detritos, agora moram milhões de famílias, exigindo imensos mananciais e gerando milhares de toneladas de lixo por dia.

Essas diferenças são determinantes para a degradação do meio ambiente onde se insere o homem.

Sistemas inteiros de vida vegetal e animal são tirados de seu equilíbrio e a riqueza, gerada num modelo econômico que propicia a concentração da renda, não impede o crescimento da miséria e da fome.

Algumas das conseqüências indesejáveis desse tipo de ação humana são, por exemplo, o esgotamento do solo, a contaminação dos lençóis freáticos e a crescente violência nos centros urbanos.

À medida que tal modelo de desenvolvimento provoca efeitos negativos mais graves, surgem manifestações e movimentos que refletem a consciência de parcelas da população sobre o perigo que a humanidade corre ao afetar de forma tão violenta o seu meio ambiente.

Em países como o Brasil, preocupações com a preservação do meio ambiente surgiram já há algumas décadas, quando, voltando os olhos para a história do país, começou a se enxergar o desastre ecológico e financeiro provocado pela exploração indiscriminada do pau-brasil, por exemplo, em função de seu valor econômico.

No final do século passado iniciaram-se manifestações pela preservação dos sistemas naturais que culminaram na criação de Parques Nacionais, como ocorreu nos Estados Unidos.

Saiba mais a respeito acessando o link a baixo e conhecendo o projeto na integra.

 
 
Movimento Passando o Brasil a Limpo Ouvidoria