Executivo
Presidência
Ministério Público
Ministério a Comunicação
Ministério da Cultura
Ministério da Educação
Ministério da Justiça
Ministério da Saúde
Ministério do Trabalho
Ministério do Transporte
Ministério do Turismo
Ministério do Exército
Ministério da Marinha
Ministério da Aeronâutica
Polícia Federal
Receita Federal
Legislativo
Senado
Câmara dos Senadores
Judiciário
Justiça Federal
Supremo Tribunal Federal
Supremo Tribunal de Justiça
Tribunal Superior do Trabalho
3° Poder
Partidos Políticos
DEM
PCB
PC do B
PCO
PDT
PHS
PMDB
PMN
PP
PPS
PR
PRB
PRP
PRTB
PSB
PSC
PSDB
PSDC
PSL
PSOL
PSTU
PT
PT do B
PTB
PTN
PV
Maçonaria
Ordens Honoríficas
UNICEF
UNESCO

ONU
Simbolos e Bandeiras
Galeria de Fotos
Selo Elo Social
depoimentos
Apoios e Parocínios
Doações
Sugestões
Twitter
quinto
superinterdencia
convenios
comendas
cursos
trofeu
fale
comunidade
youtube
topo_projeto
Troféu Bizarro

Objetivo

É comum vermos cidadãos de bem, serem agraciados com honrarias advindas de um número incalculável de instituições sociais ou órgãos governamentais, tanto de origem nacional como internacional.

Estas honrarias sempre estão atreladas a um feito nobre, pois a palavra honra é virtude, regra de conduta, segundo os princípios morais mais elevados, companheira inseparável da verdade.

Honrar é demonstrar profundo respeito pelo semelhante.

É a forma de tratamento que devotamos às pessoas que respeitamos.

É não fraudar, mentir ou subornar.

O substantivo honra expressa o resultado da maneira como vivemos,Da pessoa honrada se diz acreditada, íntegra e confiável, tida no mais alto conceito em tudo que é considerado certo, especialmente nos negócios.

Ninguém é honrado, se conviver com abusos ou coisas ilícitas.

Abusar é a prática – pessoa física ou jurídica – apesar de haver quem defenda regras para os outros, exceções para nós, versão do conhecido jargão: “para os amigos os favores da lei, para os adversários, seus rigores”.

Vivemos com honra quando nos mantemos fiéis ao que acreditamos ser certo.

Honramos nossa família, nosso país, nossa empresa, quando somos fiéis aquilo que mais representam.

Favorecemos nossa honra quando aceitamos e assumimos responsabilidade pessoal pelas nossas ações.

Ser honrado não é o mesmo que receber honrarias.

Ser, é virtude, predicado, conquista, mérito,Receber depende dos outros, concessão, nem sempre meritória, pois, nem todos que merecem as recebem e nem todos que recebem as merecem.

Honra sendo virtude tem seus limites.

Ninguém tem compromisso com erros, equívocos, abusos, o possessivo ou a ineficiência.

São momentos de grandeza onde somos obrigados, muitas vezes, a trocar ou negar algo de histórico ou tradicional que se deteriorara e precisa ser substituído.

Afinal, os bons costumes e as boas práticas assim recomendam.

As falta de retidão de princípios éticos, reconhecimento da verdade, senso de ridículo, respeito ao próximo, clareza nas atitudes e decisões, caráter, escrúpulos, dignidade, respeito as leis de nosso país, respeito aos tratados nacionais e internacionais de direitos  humanos, o abuso de poder, o abuso de autoridade, o abuso do poder econômico, a invasão de privacidade, a calúnia, a difamação, a indução ao erro, a omissão e outras práticas também devem merecer um destaque.

Com este objetivo criou-se o projeto denominado Troféu Bizarro, que objetiva como um todo destacar com “honrarias” cidadãos que de uma forma ou de outra devem ser lembrados por suas ações consideradas pouco recomendáveis, desta forma entendemos que o agraciado poderá reavaliar seus conceitos e atitudes.

Saiba mais acessando o link abaixo e conhecendo o projeto na integra.

 
 
 

Notificações Autoridades

Atos Deliberativos




 
Atos Deliberativos




 
Atos Deliberativos




 
Atos Deliberativos




 
Atos Deliberativos




 
Atos Deliberativos




 
Atos Deliberativos




 
Atos Deliberativos




 
Atos Deliberativos




 

 
Movimento Passando o Brasil a Limpo Ouvidoria