top of page

Fundo Amazônico, poderá financiar Projeto “Lixo Zero Social 10” nos Estados da Região Amazônica.

Atualizado: 7 de ago. de 2023


A CESB – Confederação do Elo Social Brasil, através da BFP - Assessoria em Fundos de Pensões, Financiamentos, Créditos Bancários e Capital de Giro, um braço financeiro ligado a ACDB – Assessores Coligados do Brasil com atuação exclusiva na captação de recursos e financiamentos de todos os Projetos da CESB – Confederação do Elo Social Brasil em especial o Projeto “Lixo Zero Social 10”. que conta com total apoio do Governo Federal e também do Ministério do Comercio Exterior.


Com o Objetivo de apresentar a solução para o problema do lixo no Brasil em especial para os Estados que compõem a Amazônia legal a CESB – Confederação do Elo Social Brasil estará oficiando as Embaixadas dos países que estão injetando dinheiro no fundo amazônico para apresentação do Sistema INER de Resíduos Sólidos através do Projeto “Lixo Zero Social 10”


Convivemos com muitas matérias jornalísticas sobre valores altíssimos destinados a estre fundo, mas na realidade não temos tantas informações sobre sua utilização, vez que os noticiários divulgam uma coisa e os objetivos das doações são outras.


Nossa proposta será a de resolvermos de vez todo problema da destinação do Lixo nos Estados do: Amazonas, Acre, Rondônia, Roraima, Pará, maranhão, Amapá, Tocantins e Mato Grosso.


Acreditamos piamente que com 50% (cinquenta por cento) dos valores declarados como doações, temos condições de acabar com o problema do lixo em todos os estados, além de construir uma rede de prédios sociais que irá disseminar cidadania e cultura, afastando o maior fantasma que torna a região amazônica “terra de ninguém” que é a falta de cidadania.


Na primeira semana de agosto iniciam-se as notificações para as embaixadas dos países doadores para agendamento de reuniões de apresentação do Projeto “Lixo Zero Social 10 aos embaixadores que na função institucional que exercem no Brasil, serão obrigados a convocar as ONGs internacionais gestoras dos valores aqui no Brasil.

Recentemente o governo britânico anuncia doação de R$ 500 milhões (80 milhões de libras) ao Fundo Amazônia, que agora pode acumular 6,3 bilhões em contribuições desde a sua criação, em 2008.


A participação do Reino Unido ao fundo de preservação, que tem entre os seus principais financiadores a Noruega e a Alemanha, e mais recentemente os EUA foi divulgada pelo primeiro-ministro.


A entrada do Reino Unido ao grupo de países doadores acontece apenas 15 dias depois da Casa Branca anunciar que solicitará ao Congresso americano a doação de US$ 500 milhões (R$ 2,4 bilhões) ao Fundo Amazônia, a serem liberados ao longo dos próximos cinco anos.


Até o momento, o Brasil já recebeu mais de R$ 3,3 bilhões em doações ao Fundo Amazônia da Noruega, Alemanha e da Petrobras, que contribuiu entre 2011 e 2018. No entanto, caso os aportes prometidos pelos EUA e pelo Reino Unido se confirmem, o mecanismo acumulará mais de R$ 6,4 bilhões em recursos desde o seu lançamento.


Sob a gestão do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), as doações ao Fundo Amazônia são direcionadas para ações de preservação, monitoramento e combate ao desmatamento, conservação e desenvolvimento sustentável.

106 visualizações1 comentário

1 Comment


O Governo precisa reconhecer a importância desse projeto para a solução do lixo no Brasil. E como consequência melhorar a vida de muitas famílias.

Like
bottom of page