O Playcenter foi mais uma das maracutaias governamentais desmanteladas pelo Elo Social


Em 18 de março de 2008, com mais de 35 anos de funcionamento, o Parque de Diversões Playcenter recebeu através do Elo Social, Decreto para o encerramento de suas atividades.


Em levantamento feito pela Comissão de Uso Indevido de Áreas Públicas do Elo Social, foi apurado que o parque de diversões se apropriava de um decreto municipal para conservação do leito do córrego que passava por dentro da área, e, certamente, de forma escusa “pagava valores milionários de propina para manter a posse da área total que era municipal”.


Constatou-se que além da área invadida, o Playcenter também invadiu leitos de ruas, margens de rio e tudo mais que lhe era facilitado pelo poder público municipal.



De posse desta informação, o Elo Social através de sua Delegacia Social, elaborou o competente inquérito que deu origem a representação junto a Câmara dos Vereadores de São Paulo, a Promotoria de Justiça de Habitação e finalmente ingressou com a Ação Civil Pública. O resultado foi a determinação de desocupação da área.


Por mais poder financeiro e político que tivesse o Playcenter, ninguém consegue rasgar a carta magna aonde está preconizado que “todo poder emana do povo”, e, um povo conhecedor de seus direitos é invencível. Mesmo tendo recorrido, não restou outra alternativa ao Parque a não ser fechar suas portas.

CONFIRA A AÇÃO CIVIL PÚBLICA IMPETRADA

CONFIRA O PARECER DA PROCURADORIA GERAL DO MUNICÍPIO

CONFIRA O PARECER DA PROMOTORIA DE HABITAÇÃO E URBANISMO

Escrito por: Jomateleno dos Santos Teixeira

Revisão: Jaqueline Baltokoski Meneses MTB0008815/PR



184 visualizações1 comentário

Diretoria de implantação de projeto: Endereço: Rua Cecília Bonilha 145

Instituição responsável: Confederação do Elo Social do Brasil

São Paulo (Capital) - Telefone: +55 (11) 3991-9919

"Movimento Passando o Brasil a Limpo".

© 2019 - Todos os Direitos Reservados