USO INDISCRIMINADO DE JATINHOS DA FAB NÃO É COISA NOVA NO BRASIL



O uso indiscriminado de aeronaves da FAB no Brasil, para fins pessoais dos políticos, não é coisa nova, já que há mais de 10 anos o Elo Social já tinha pedido providências neste sentido junto à comissão de ética da Câmara dos Deputados contra o Deputado Eduardo Cunha, que havia feito tal uso das aeronaves, assim como Renan Calheiros.


Na ocasião, Jomateleno dos Santos Teixeira, à frente da presidência da CESB – Confederação do Elo Social Brasil –, também oficiou o auto comando FAB para obter mais informações sobre o uso indiscriminado das aeronaves.


Em procedimento interno da FAB foi apurado que não se tratava apenas do uso indiscriminado das aeronaves, mas também de falsificação de documentos públicos, já que os relatórios de pedido de uso eram falsos e, por serem documentos públicos, passíveis de punição por improbidade administrativa e processo criminal.


Constavam nos pedidos que o uso da aeronave seria devido ao trabalho, o que não era verdade, e sendo assim foi pedida a improbidade administrativa dos dois presidentes, Renan Calheiros no Senado e Eduardo Cunha na Câmara dos Deputados.


É evidente que as representações não caminharam, afinal, os dois presidentes tinham em suas mãos o poder absoluto das duas casas. O Elo Social, porém, pode mostrar mais uma vez que usou uma ferramenta constitucionalmente correta.




134 visualizações

Diretoria de implantação de projeto: Endereço: Rua Cecília Bonilha 145

Instituição responsável: Confederação do Elo Social do Brasil

São Paulo (Capital) - Telefone: +55 (11) 3991-9919

"Movimento Passando o Brasil a Limpo".

© 2019 - Todos os Direitos Reservados