top of page

Tarcísio de Freitas e Ricardo Nunes serão usados como referência negativa no combate a Cracolândia.


O Governador do Estado de São Paulo, Tarcísio de Freitas eleito com a promessa de apresentar como prioridade máxima em seu governo um projeto de combate a Cracolândia, vem tendo uma atuação pífia, conjuntamente com o então prefeito da Capital de São Paulo Ricardo Nunes.

Já estamos no mês de junho e nada foi apresentado além dos mesmos discursos evasivos e de certa forma “ridículos” requentados e já apresentados por governos anteriores.


Anunciou a contratação de 200 profissionais para abordagem; 500 vagas rotativas, 600 vagas de internação e 700 moradias, como se dependentes químicos não tivesse casa para morar...ridículo isto. (todos tem casa e família o que não tem e condições de conviver com eles)


Francamente estes números levando se em conta um contingente próximo de 50.000 (cinquenta mil) moradores de rua e dependentes químicos é ridículo e o que fez o governo de São Paulo kkkk Mudou o nome do Cracodomo para HUB e hoje atende ate 100 dependentes por dia com capacidade de internação de 40% destes por 48:00 horas....Ridículo pelo número de necessários além de ineficiente.


Vamos comentar algumas insanidades apresentadas por estes gestores públicos:


01)- Levar o centro administrativo do governo estadual para o centro velho não irá resolver nada afinal o comercio do centro jamais voltara a ser o que era, depois da construção de tantos shopping centers.


02)– O tanto de vagas oferecidas comparado ao número de necessitados e pífio.


03)– Dizer que os moradores terão condições de adquirir casas sociais chega a ser ridículo e se entregar casas para eles, irão vender as torneiras e sanitários para fumarem pedra.


04) - Afirmar que tem mais de 20.000 (vinte mil) acolhidos como afirma a prefeitura da Capital de São Paulo chega a ser um atentado quanto a sanidade mental de todos os paulistas e paulistanos e ao nosso ver a solução seria a realização de uma CPI das casas de acolhimento, para constatarmos os valores absurdos que são pagos com dinheiro publico por um trabalho que "quando realmente" existente é responsável por um resultado muito perto de zero.


Na verdade se tivermos um CPI dos gastos públicos com dependentes químicos e moradores de rua, chegaremos a conclusão que hospeda-los em hotéis 5 (cinco) estrelas, com direito a café da manha, almoço e janta, deverá ficar mais barato.


Vamos fazer uma conta de padeiro aqui: Governador de São Paulo Afirma ter contratado 200 profissionais para trabalharem na abordagem e tem um prédio com capacidade de atendimento de no máximo 100 pessoas e internação de 38 então... Dentro deste prédio não cabe sequer os funcionários kkkk


05)- Manter convênios com clínicas religiosas ou não que são responsáveis pelo resultado negativo de pessoas com mais de 30 (trinta) internações não é outra coisa senão prova irrefutável de improbidade administrativa de nossos governantes, passível de ajuizamento de processo criminal e de pedido de Impeachment destes incompetentes.


06) - Dizer que vai tratar da família dos dependentes químicos, só pode ser outra piada, pois a única forma de atuação seria na prevenção e não vemos nenhum projeto governamental consistente como tem a CESB - Confederação do Elo Social Brasil através dos Cursos Vivenciais, visite o link a seguir: www.socialdocidadao.org.br/direcao


NA VERDADE: O Governo de São Paulo que deveria ser uma referência nacional e até mesmo internacional está totalmente perdido e não aceita sequer ouvir a solução que a CESB – Confederação do Elo Social Brasil, que tem uma proposta diferenciada para a solução do problema e talvez por este motivo é que não querem atendê-la em audiência, porque na verdade não querem sanar o problema. Visite a solução apresentada pela CESB através do link a seguir www.elosocial.org.br/csrp


O governo de São Paulo que vem evitando o projeto CSRP – Centro de Socialização, Ressocialização e Profissionalização – Elo Social a mais de 9 (nove) meses, não só através de seu governador, mas também através do vice-governador que foi nomeado para esta função mas já adiou inúmeras vezes o atendimento do Elo Social.


Diferente do governo de São Paulo os demais governos e em especial o governo federal

já abriram todas as suas portas em prol de melhor integrar-se sobre a implantação nacional do projeto, inclusive o Ministério de Assistência Social e Ministério dos Direitos Humanos.


VAMOS VER OS RESULTADOS:


MATERIA EXIBIDA NO GLOBO REPORTER NO DIA 12 DE JUNHO DE 2023


MOVIMENTAÇÃO DO FLUXO UM VERDADEIRO FILME DE TERROR E DESPROVIDO DE QUALQUER PLANO GOVERNAMENTAL PARA SANA-LO, QUER ESTADUAL, QUER MUNICIPAL.




SEMQUALQUER PROPOSTA GOVERNAMENTAL AS INICIATIVAS VIRAM PIADAS NA BOCA DOS DEPENDENTES:




PROBLEMA SÓ SE AGRAVA E VISIVELMENTE ESA SEM CONTROLE E SEM QUALQUE SOLUÇÃO:




SÃO PAULO MAIS DE 48 MIL MORADORES DE RUA COM UMA PROPOSTA RIDICULA DE ATENDER 100 POR DIA POR APENAS 48:00 HORAS



O TRATAMENTO É UMA, DECISÃO DIFÍCIL?



PROVA DA INEFICIENCIA DOS TRATAMENTOS OFERECIDOS





175 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page